Porque sabes que eu estou aqui. Porque eu sei que me sabes ler no silêncio.
Sábado, 29 de Janeiro de 2005
...
Partiste e, de tudo o que te rodeava, fiquei eu, preso apenas por um pedaço de pele à saudade do passado. Não mais tacteio os teus passos, não mais ouço os gemidos breves com que assinalavas a posse breve do teu corpo.
Partiste e é tudo tão triste. As tuas mãos. As minhas rugas. O meu corpo nu, só. O nosso amor, passado. O meu desespero, feito de tudo, feito de nada.


publicado por SigurHead às 10:25
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Anónimo a 29 de Janeiro de 2005 às 23:52
vir aqui é sempre um alento... sempre uma boa história, uma boa imagem... beijo
Poseidon
</a>
(mailto:)


Comentar post