Porque sabes que eu estou aqui. Porque eu sei que me sabes ler no silêncio.
Sábado, 22 de Maio de 2004
Doce ignorância esta.
Foi quando te necessitei que não estiveste. Foi quando te precisei ouvir que não falaste. Foi quando o telefone não tocou que te senti ausente. Foi quando me senti sozinho que o desejo da tua presença não bastou. Foi quando me vi no escuro que percebi perder-te. Mas não. Porque foi quando menos esperei que te revelaste. Quando não estiveste nem falaste, e mesmo ausente, me encontraste. Até agora conservo a magia do teu toque em mim. Até agora o olhar que não vi ainda me acalma. Até agora é a tua mão que complementa a minha. Deixei de perceber onde acabo e tu começas.


publicado por SigurHead às 11:58
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar
 
Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Apenas quando o mundo nos...

Anoitece devagar

Mas comigo era diferente....

Tanto para te dizer

...

Não digas a ninguém

Dei-me sempre mais do que...

Luminoso afogado

Roída a dor muda

Antídoto

arquivos

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

links

Free Website Counter
Indicador de Status