Porque sabes que eu estou aqui. Porque eu sei que me sabes ler no silêncio.
Sábado, 10 de Abril de 2004
Olhos
Inventei uma nova linguagem: os meus olhos. Os olhos não me servem mais do que para olhar. Hoje tudo o que digo com os olhos é o que ontem compreendia com a mente. Hoje penso com os olhos. O desconcerto, a pena, o cansaço, o desamor, o furor hoje convertem-se em olhares que se distanciam de outros olhares e ensinam-me o que devo aprender. Os olhos sublinham tudo o que acontece e os livros são agora o branco, o branco que envolve tudo, menos os olhos. Com os olhos vejo o perigo. Transportam a mente que já não tem pensamentos e tudo o que não desperte os meus olhos não existe. Não fico preso em nada que não seja detectado pelos olhos. Careço de outra linguagem. São os meus olhos a minha nova linguagem e falam por mim e é com os meus olhos que contarei a minha história. Vou viver agora de olhos mais abertos acreditar somente no visível para que a desilusão não mais me alcance.


publicado por SigurHead às 22:59
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Anónimo a 10 de Abril de 2004 às 23:08
Se tu me olhas...MC
</a>
(mailto:)


Comentar post