Porque sabes que eu estou aqui. Porque eu sei que me sabes ler no silêncio.
Quinta-feira, 6 de Abril de 2006
Marcado

Vieste desde o cume do país até mim. Chegaste com frescura na voz um toque que deste para o telemóvel, alertando-me que já me esperavas. Estava atrasado.
Esperavas-me, de sorriso aberto. Estupidamente comovidos com a presença do outro era o primeiro encontro.
- Este sou eu.
Tudo que estivesse para além de mim continha uma perfeição que apenas tinha como função mostrar-me a minha imperfeição; a minha falta de aptidão e jeito para primeiros encontros. A intensidade dos meus medos. Os meus medos em relação a ti.
No entanto, neste momento, já não sei quem és ou quem sou.
Quando por vezes caminho sozinho pelas ruas com as mesmas poças de água, que já antes existiam o cheiro do alcatrão molhado e os vidros das paragens embaciados e salpicados pela chuva miudinha de que um dia fugimos. Naquela mesma rua situada na parte de Lisboa que menos gosto. A rua do espaço que alugamos e onde pela primeira vez te tomei nos meus braços e nos perdemos nos corpos. E aproximamo-nos, juntamo-nos: abraço-te. Dás-me um beijo no pescoço, inspiras-me como se o oxigénio te faltasse. Os dois a olharmo-nos. Percorremos tanto para chegar-mos ali.
- Amo-te.
Sorriste e não abriste a boca. Deixaste-me na mão com as minhas palavras simples que ensaiei diferentes, mas saíram como saíram puras, em estado bruto como o meu coração calejado pelos momentos que partilhei. Agonizante experiência com hora de partida marcada e que sempre quis a dois e tu concebeste desde o início como singular e estéril.
- Podias ser tu.
Tudo é perfeito quando recordado. Os pecados esquecidos, o passado não tem impurezas, é imediato, está sempre à mão de um pensamento.
Acho que isto, pieguice ou não, marca qualquer um.




publicado por SigurHead às 15:17
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De miosotis a 8 de Abril de 2006 às 15:40
Pieguice ou ñ... a ninguém diz respeito! O q importa é o teu sentimento!
Bom f-s!
bjs


Comentar post

pesquisar
 
Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Apenas quando o mundo nos...

Anoitece devagar

Mas comigo era diferente....

Tanto para te dizer

...

Não digas a ninguém

Dei-me sempre mais do que...

Luminoso afogado

Roída a dor muda

Antídoto

arquivos

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

links

Free Website Counter
Indicador de Status