Porque sabes que eu estou aqui. Porque eu sei que me sabes ler no silêncio.
Sexta-feira, 5 de Maio de 2006
Não digas a ninguém

"«tens de compreender que sou homossexual, mamã, sempre fui homossexual, provavelmente quando estava na tua barriga já me estava a tornar homossexual, mas, por isso, não sou má pessoa, por isso não deixo de te amar, se ao menos pudesses compreender que não sou maricas para te chatear, para me vingar de ti, que sou homossexual porque é essa a minha natureza e porque eu não posso mudar, e por favor, não vejas a minha homossexualidade como um castigo de Deus, como uma coisa terrível, porque não é, olha-a antes como uma oportunidade para compreender melhor as pessoas, para compreender que as coisas são mais complexas do que parecem, que as coisas nem sempre são brancas ou pretas, compreende, por favor, mamã, que no fim de contas a única coisa importante é que eu também te amo, te amo muitíssimo, mas não posso deixar de ser quem sou, não posso nem quero deixar de ser quem sou, e tenho de aprender a gostar de mim e a respeitar-me e a não atraiçoar a minha orientação sexual, e a dizer às pessoas que sou homossexual sem ficar por isso corado e sem me sentir sujo, porco, má pessoa, porque não o sou, sou teu filho, amo-te muito, sou homossexual e sou boa pessoa, e, se Deus existe, Ele contar-te-á algum dia no Céu porque lhe apeteceu fazer-me homossexual.»"

                                                                                                                                   Jaime Bayly



publicado por SigurHead às 00:54
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De alexiaa a 5 de Maio de 2006 às 18:45
Sou mãe a triplicar...quero mesmo é que eles sejam felizes e que nunca se envergonhem de "escarrapachar" que me amam!!
Feliz Dia Da Mãe!


Comentar post

pesquisar
 
Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


posts recentes

Apenas quando o mundo nos...

Anoitece devagar

Mas comigo era diferente....

Tanto para te dizer

...

Não digas a ninguém

Dei-me sempre mais do que...

Luminoso afogado

Roída a dor muda

Antídoto

arquivos

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

Março 2004

Fevereiro 2004

links

Free Website Counter
Indicador de Status